Semelhanças e diferenças nos processos de implantação do liberalismo em Portugal e Espanha

Autores

Tipologia: 
Capítulo de livro
Título do livro: 
Iberismo. Las relaciones entre España y Portugal. Historia y tiempo actual. Y otros estudios sobre Extremadura
Editores de livro: 
Lorenzana de la Puente, Felipe; Mateos Ascacibar, Francisco J. (coords.)
Localidade: 
Llerena
Editorial: 
Sociedad Extremeña de Historia
Ano: 
2008
Páginas: 
29-40
ISBN: 
978-84-612-3264-2
Sinopse do conteúdo: 

[Resumo proveniente da fonte]

A História de Portugal e a História de Espanha estão profundamente ligadas ao longo dos séculos. Com um passado comum anterior às definições de fronteiras políticas que só terminarão, no fundamental, nos finais do século XV, com a formação da Espanha moderna, as relações peninsulares foram complexas, alternando períodos de grande aproximação -tratados, causas comuns e casamentos reais- com outros de confronto que não me repugna classificar de fratricida. No entanto, na época contemporânea, assistimos a uma evolução desse paralelismo que, com algumas descontinuidades, se revela aliciante para o historiador. Nesta comunicação analisaremos os processou de implantação do liberalismo em Portugal e Espanha desde 1808 até 1839, tomando como balizas cronológicas o início da Guerra Peninsular ou Guerra da Independência e o final da I Guerra carlista. Procuraremos determinar as coincidências e dissemelhanças entre os dois processos, nos quais se detecta uma inegável interacção.

The History of Portugal and the History of Spain have been deeply linked during two centuries. With a common past previous to the drawing of political frontiers which will finish, fundamentally, at the end of the 15th century, with the formation of a modern Spain, the peninsular relations were complex, alternating between periods of big approximation – treaties, common causes and royal weddings – with others of confrontation which can be classified as fratricidal. However, in present times, we now witness an evolution of such a parallellism which, with certain irregularities, shows itself very attractive for the historian. In our essay we will analyse the process of the implantation of liberalism in Spain and Portugal from 1808 to 1839, taking as chronological beacons the beginning of the War of Independence and the ending of the First Carlist War. We will try to determine the coincidences and differences between both processes, in which one can detect a clear interaction.

ÍNDICE: I. A GUERRA PENINSULAR | II. A REVOLUÇÃO LIBERAL PORTUGUESA DE 1820 | III. A INTERVENÇÃO DE RODIL | IV. PORTUGUESES NA I GUERRA CARLISTA

Notas: 

Jornadas de Historia en Llerena (8ª. 26 y 27 octubre de 2007. Llerena).

Língua: 
Área geográfica: 
Última modificação: 
19/04/2021 - 21:25