Práticas da Cultura na Raia do Baixo Alentejo. Utopias, Criatividade e Formas de Resistência

Autores

Simões, Dulce (Autor)
Tipologia: 
Livro
Localidade: 
Lisboa
Editorial: 
Edições Colibri
Ano: 
2021
Páginas: 
330
ISBN: 
9789895661282
Sinopse do conteúdo: 

ÍNDICE: Notas & Agradecimentos || Prefácio de Salwa Castelo-Branco || 1. Introdução a um passado presente, em modo de alegoria | 1.1. O Alentejo da Margem Esquerda em projecto |1.2. Tu cantas à espanhola e também à alentejana || 2. O canto polifónico alentejano: experiências e expectativas | 2.1. O Estado Novo: propaganda e domesticação pelo folclore | 2.2. As Casas do Povo: doutrinação ideológica e resistência política | 2.3. A “educação para o povo”, na domesticação dos corpos e das mentes || 3. A institucionalização dos grupos corais e a promoção do Alentejo | 3.1. A institucionalização do grupo coral da Casa do Povo de Barrancos | 3.2. A criatividade de António Xarrama Rodrigues (Cumbreño) | 3.3. Os universos musicais de Manuel Torrado Marcelo (Chicuelo) || 4. A Revolução de Abril e os horizontes de esperança | 4.1. A Contra-Reforma Agrária e a politização dos grupos corais | 4.2. O canto no feminino: espaços de sociabilidade e de criatividade | 4.3. O património cultural imaterial e a mercantilização da cultura || 5. As festas, as músicas e os imaginários culturais | 5.1. O ciclo festivo em Barrancos, entre o passado e o futuro | 5.2. Os imaginários do flamenco: para buscar al duende no hay mapa | 5.3. As Estudantinas da Amareleja na “sociedade do espectáculo” | 5.4. Dicen las sevillanas que San Isidro es novio de la Virgen de las Paces | 5.5. O tamborileiro faz falta, é o anúncio da Festa! | 5.6. Encontros de culturas em Serpa e Mértola: utopias e formas de reinventar o mundo || 6. Algumas considerações sobre a cultura de uma região em projecto || Posfácio de Heriberto Cairo Carou || Referências bibliográficas || Anexos

Língua: 
Área geográfica: 
Última modificação: 
14/02/2022 - 22:24