Paleoetnologia do centro e sul de Portugal

Autores

Tipologia: 
Artigo de revista
Título da revista: 
Complutum
Ano: 
1992
Volume: 
2-3
Páginas: 
329-337
Sinopse do conteúdo: 

[Resumo extraido da fonte]

A formação dos povos peninsulares foram já objecto da reflexão de Bosch Gimpera e publicados na Paletnología de la Península Ibérica (1974). Outros autores também se debruçaram sobre este aspecto da Proto-História peninsular como Mendes Correa (1933), Caro Baroja (1946), Maluquer de Motes (1954), reflectindo uma das grandes preocupações dos investigadores da época. Foi-me pedido que focasse especialmente o sub-estrato cultural do centro e sul de Portugal, o que tentarei fazer dando especial atenção às diferentes variáveis relacionadas e interligadas nesta vasta região: os relatos dos autores clássicos, a evidência linguística e arqueológica, os aspectos ideológicos e religiosos. No entanto, há que considerar as lacunas e imprecisões dos relatos dos autores clássicos sobre os povos peninsulares e os seus territórios, que, embora abundantes, não foram escritos para nos transmitirem maiores detalhes, e também porque chegaram até nós fragmentados. Por outro lado, as limitacões que a própria investigação arqueológica necessariamente apresenta, quer pela desigualdade das zonas estudadas, que pela própria distribuição da evidência arqueológica, são as principais dificuldades, que surgem neste tipo de trabalho.

ÍNDICE: 1. Introducão | 2. Os povos peninsulares e os autores classicos (Herodoto, Avieno e Estrabão) | 3. Áreas linguisticas | 4. A cultura material: sua diferenciação e áreas de distribuição | 5. Cultos religiosos | 6. Conclusões

Língua: 
Área geográfica: 
Última modificação: 
02/05/2021 - 11:05