Memória social em Campo Maior. Usos e percursos da fronteira

Autores

Cunha, Luís (Autor)
Tipología: 
Libro
Localidad: 
Lisboa
Editorial: 
D. Quixote
Año: 
2006
Páginas: 
370
ISBN: 
972-20-2817-0
Sinopsis de contenido: 

[Resumo proveniente da fonte]

Em Memória Social em Campo Maior procurou-se, antes de mais, perceber e discutir algumas das especificidades decorrentes da localização fronteiriça da vila estudada, nomeadamente as que são reflectidas na produção e reprodução daquilo a que podemos chamar memória social. Em articulação com as categorias de espaço e de tempo, a memória social, entendida enquanto representação partilhada do passado e configuração do presente, constituiu-se, portanto, como o foco analítico principal que estruturou o trabalho. Na persecução dos objectivos definidos, foram configurados dois eixos de análise fundamentais. Por um lado a própria fronteira como objecto de inquirção, ou seja, como factor que singularizou a comunidade, quer quando funcionou como recurso, quer quando potenciou o conflito. Por outro lado, a memória social como elemento articulador de diferentes temporalidades e experiências de vida, ou seja, como recurso narrativo capaz de estruturar vivencias e dar-lhes sentido.

Notas: 

Edição electrónica: Memória Social em Campo Maior: Usos e percursos da fronteira. New edition [online]. Lisboa: Etnográfica Press, 2006. <http://books.openedition.org/etnograficapress/2880>. ISBN: 9791036516207. DOI: 10.4000/books.etnograficapress.2880.

Reseñas: 

Rovisco, Eduarda, Etnográfica, vol. 11 (1), 2007, pp. 273-275 (enlace a la reseña).

Lengua: 
Área geográfica: 
Última modificación: 
02/08/2019 - 14:26