A Festa de Santo Estêvão em Ousilhão: Agentes e dinâmicas culturais nas Festas de Inverno do Nordeste Transmontano

Director: 
Paula Godinho
Tipología: 
Tesis
Universidad: 
Universidade Nova de Lisboa
Año de finalización: 
2014
Páginas: 
136
Sinopsis de contenido: 

[Resumo proveniente da fonte]

O presente trabalho pretende problematizar o papel dos agentes externos nas Festas de Inverno do Nordeste Transmontano, nomeadamente nos processos de objectificação cultural (Handler, 1988). Projetadas para o exterior através do papel dos media, que têm vindo a filmar estas celebrações desde a década de 80, atualmente apresentam formatos de espetáculo turístico-cultural, bem como constituindo modalidades para pensarmos os processos de mercadorização, patrimonialização e turistificação cultural. Estas festas são dos principais recursos de emblematização da região Transmontana, servindo aos organismos do poder local interesses políticoeleitorais, que vêem naquela uma forma de veiculação simbólica/ideológica, e encaram a sua aplicação (através de políticas culturais patrimoniais), como fonte de rentabilidade económica, pelo aumento de fluxos turísticos. Neste contexto, a Festa de Santo Estêvão em Ousilhão (durante a qual realizei trabalho de campo nos meses de Dezembro de 2012 e 2013) é um terreno a partir do qual a cultura local se configura em vários planos articulados, um momento para perceber a mudança, os seus agentes e as relações entre os locais com os poderes locais, e outras empresas culturais. PALAVRAS-CHAVE: património cultural, politização cultural, agentes, desenvolvimento, turismo, identidade.

This paper intends to discuss the role of external actors in the Nordeste Transmontano’s winter Festivities, particularly in the cultural processes of objectification (Handler, 1988). Projected outward through the role of the media, who have been filming these celebrations since the 80s, currently present touristic-cultural show formats, as well as constituting modalities for thinking processes of mercadorization, patrimonialization and cultural touristification. These celebrations are one of the main resources for the emblematization of Transmontana region, serving local power entities with political and electoral interests, who see it as a form of symbolic/ ideological placement, and face their application (through cultural and patrimonial policies) as a source of economic profit because of the increase in turist flows. In this context, the Santo Estevão’s Festivity in Ousilhão (during which I conducted fieldwork – December 2012 and 2013) is a ground from which local culture is programed in various articulated plans, a moment to notice the change, its actors and the correlations between the local population and the local authorities and others cultural entities. KEYWORDS: cultural heritage, politization of culture, agents, development, tourism, identity.

Notas: 

Dissertação de Mestrado em Antropologia Culturas em Cena e Turismo.

Lengua: 
Área geográfica: 
Última modificación: 
10/04/2019 - 22:50