A demanda da ortografia mirandesa: entre a norma, a convenção e o florescimento

Autores

Tipología: 
Capítulo de libro
Título del libro: 
Estudos linguísticos e filológicos oferecidos a Ivo Castro
Editores del libro: 
Carrilho, Ernestina; Martins, Ana Maria; Pereira, Sandra; Silvestre, João Paulo (orgs.)
Localidad: 
Lisboa
Editorial: 
Centro de Linguística da Universidade de Lisboa
Año: 
2019
Páginas: 
43-60
ISBN: 
978-989-98666-3-8
Sinopsis de contenido: 

[Resumo proveniente da fonte]

A língua mirandesa começou a escrever-se em finais do século XIX. A primeira «proposta» ortográfica foi esboçada por Aniceto R. Gonçalves Viana, em 1894. Em 1900 e 1901, Leite de Vasconcelos publicou os seus Estudos, nos quais se iniciou uma tradição foneticista que sobrecarregava a representação gráfica, prejudicava a reprodução e dificultava o acesso ao texto. Ao longo do século XX os poucos «escritores» seguiram as pisadas do filólogo, esforçando-se por guardar uma transcrição foneticista. Tal preocupação traduziu-se em poucas vantagens e muitos prejuízos. Em 1993, iniciaram-se os trabalhos tendentes à elaboração de uma Convenção nos quais participaria, muito determinantemente, Ivo Castro. «A demanda da ortografia mirandesa», tomando de empréstimo um título ao professor Ivo Castro, pretende traçar a história da ortografia mirandesa, da sua procura, da forma como os falantes e escreventes do mirandês aceitaram e se reviram nos critérios então definidos, e ainda aduzir alguma atestação documental que tenha entretanto vindo confirmar algumas opções tomadas. Palavras-chave: mirandês, ortografia, norma linguística.

Lengua: 
Área geográfica: 
Palabras clave: 
Última modificación: 
27/09/2019 - 19:34