Vilar Maior. Evolução de um castelo e povoado raiano de Riba-Côa (séc. XI a XV)

Director: 
Mário Jorge Barroca
Typology: 
Dissertation
University: 
Universidade do Porto
Year of completion: 
2011
Pages: 
2 vols. (209 + 232)
Synopsis: 

[Resumo proveniente da fonte]

Este trabalho ambiciona apresentar uma vila ribacudana, Vilar Maior, e focar os aspectos relacionados com a Arqueologia Medieval: a evolução da arquitectura militar; e o desenvolvimento urbano do povoado ao longo dos séculos XI e XV. Balizado o tema e a cronologia em que nos movimentamos expusemos diversos temas relacionados com a história de Portugal em tempos de Reconquista. A abordagem à castelologia permitiu-nos delinear variados aspectos relacionados com a estrutura militar de Vilar Maior e compara-los com outras estruturas raianas com o mesmo intuito. Falamos de uma época em que os reinos de Portugal e Leão se debatiam pela conquista de determinadas zonas que pertenciam a “ninguém”, isto é, sem um poder senhorial efectivo. Esta característica distinta de Riba Côa marcou todo o seu percurso até à anexação ao reino de Portugal por parte de D. Dinis em 1297. Ao longo dos cinco capítulos estruturamos um discurso que apresente mais um estudo arqueológico sobre a evolução do território português em tempos que se patentearam por uma marcada actividade belicista e uma lacuna de poderes efectivos que controlassem esta zona marginal. Palavras-chave: Riba-Côa; Vilar Maior, arquitectura militar; povoamento medieval; testemunhos toponímicos.

This dissertation aims to present a village from Riba-Côa, Vilar Maior, and focus the aspects related with Medieval Archaeology: the evolution of the military architecture, and the urban development of the medieval village, during the XI and XV’s centuries. Once the theme and the chronology were presented we exposed different topics related with the history of Portugal and the period known as the Reconquest. The approach to the castles’ studies allowed us to outline other aspects related to the military structure of Vilar Maior and compared it with other similar structures from the frontier – region named raia (= frontier). This study lead us to a time when the kingdoms of Portugal and León were fighting for the conquer of certain areas that belonged to “no one”, that means, territories with no effective seigniorial power. This characteristic of Riba-Côa marked it’s progress until the annexation to the kingdom of Portugal during the reign of king D. Dinis in 1297. In these five chapters we present a speech inserted in the archaeological study about the evolution of the Portuguese’s territory in times that were distinct by an intensively military activity and a lack of valuable powers that ruled the population in a frontier region. Key-words: Riba-Côa; Vilar Maior; military architecture; medieval settlement; toponimic’s evidences.

Remarks: 

Dissertação em Mestrado de Arqueologia.

Language: 
Geographic area: 
Last modified: 
08/02/2019 - 14:28